Desmistificando os motéis

9.06.2021 | Artigos | 0 comments

Os motéis são um meio de alojamento que surgiu no início do século XX nos Estados Unidos. O objetivo da sua criação foi corresponder a uma necessidade de acomodação por parte dos camionistas que conduziam muitas horas, precisavam de algum conforto para descansar e fazer a sua higiene básica. Assim, surgiram estes “hotéis de beira de estrada”, que cobravam não um preço por noite, mas sim por um período de horas, normalmente 4h, 6h ou 8h. Além disso, o método de entrada e saída do espaço era muito mais prático, já que os clientes podiam passar diretamente do parque de estacionamento para o seu quarto, evitar burocracias e perdas de tempo. Desta forma, estes estabelecimentos conseguiram definir preços muito mais acessíveis. Estavam reunidas as condições perfeitas e o produto ideal para este público em particular: alojamento simples, prático e higiénico, a um preço acessível para viajantes de passagem.

Com o passar do tempo, os motéis começaram a ser cada vez mais procurados, também, por pessoas que pretendiam partilhar momentos íntimos. Proporcionavam privacidade, conforto, segurança e uma boa relação qualidade/ preço. Rápida e facilmente foram associados a temas como a infidelidade, a promiscuidade e, até, a prostituição. Criava-se, assim, um tabu à volta deste meio de alojamento tão prático e útil.

Muito curiosamente, nos últimos anos, os empresários conseguiram usar este ponto negativo como algo a favor dos motéis. O sexo é das indústrias que mais vende no mundo inteiro. Ora, porque não, então, oferecer um produto muito bom para uma necessidade real que vai sempre existir e que tanto dinheiro gera? Se há procura, porque não assumir o produto sem medos, sem vergonhas, sem pudores?

Hoje em dia, continuam a existir “hotéis de beira de estrada” para viajantes, a serem usados por todo o tipo de pessoas, para todo o tipo de fins. Mas surgiram motéis com um conceito totalmente direcionado para amantes, que pretendem uma noite diferente e divertida. Proporcionam todas as comodidades, surpresas mais e menos “picantes” e a inovação que, por vezes, tanto é preciso neste campo. Glamour e um mundo de possibilidades, de mistério e de ousadia é tudo o que o cliente pode esperar. São muito apreciados por casais em ocasião de aniversário de casamento, eventos de despedidas de solteiros, festas privadas, speed dating, entre muitas outras opções.

Este é um excelente exemplo da transformação de uma imagem negativa numa oportunidade. Uma mudança de posicionamento que vem permitir um verdadeiro volte-face em relação a um setor da hospitalidade completamente legítimo e genuíno.

Para ficar com uma ideia, deixo apenas três exemplos de excelentes motéis em Portugal:

Mas há mais, muito mais!

Se puder, aloje-se e divirta-se. Desfrute da experiência e aconselhe aos seus amigos. Ajude a desmistificar os motéis!

Partilhar é cuidar!

Cátia Rodrigues

Cátia Rodrigues

categorias

artigos mais recentes

Sabia que…

Sabia que…

A ilha da Madeira tem um pão próprio? Trata-se do Bolo do Caco. Apesar de ter “bolo” no nome, não é um alimento doce....

Sabia que…

Sabia que…

O Parque Natural Sintra-Cascais é um museu a céu aberto? Com uma área superior a 14 000 hectares, abrange os...

Sabia que…

Sabia que…

A rainha do Fundão é a cereja? A cereja do Fundão é um produto de Indicação Geográfica Protegida. A sua produção é...

Sabia que…

Sabia que…

As amendoeiras existem em Portugal devido a uma linda história de amor? Diz-se que nos tempos em que o Algarve era...

Artigos Relacionados

Acredite: o contrário do amor não é o ódio!

Acredite: o contrário do amor não é o ódio!

A maior parte das pessoas pensa que o contrário do amor é o ódio. Mas não é. Há algo muito pior, que tem a capacidade de destroçar até o mais forte dos corações. Há tempos descobri o que era “dar o ghost” (nem sei se é bem assim que se diz!)....

Continue Reading
You cannot copy content of this page