Sabia que…

12.07.2021 | Sabia que...? | 0 comments

A ilha da Madeira tem um pão próprio?

Trata-se do Bolo do Caco. Apesar de ter “bolo” no nome, não é um alimento doce. É um tipo de pão, confecionado à base de batata doce e farinha de trigo. O seu sabor é, na verdade, bastante neutro.

Não se sabe exatamente quando surge o Bolo do Caco. Uns dizem que tem origens árabes. A literatura já lhe faz referência, pelo menos, desde do século XV. A grande vantagem desta delícia da gastronomia portuguesa, era que não precisava de forno para ser cozinhado, o que, nesses tempos, era muito importante, já que a maioria da população vivia na miséria e não tinha possibilidades de ter um forno próprio. Depois de todos os ingredientes juntos, a massa era levada a uma chapa e cozida de ambos os lados. No entanto, tradicionalmente, o bolo do caco coze-se em cima de uma pedra de basalto, denominada de “caco” e é daí que resulta o seu nome.

Diz-se que o Bolo do Caco tem origem na ilha do Porto Santo, mas qualquer português reconhece este produto como sendo, genericamente, da Madeira. Começou por resultar do aproveitamento dos restos do pão tradicional, mas evoluiu para algo mais consistente. É servido, essencialmente, como entrada, com manteiga de alho e salsa. Acompanha, também, os principais pratos madeirenses, tais como as Espetadas à Madeirense. No entanto, nos últimos anos, o seu valor foi altamente reconhecido e os mestres cozinheiros começaram a dar azo à sua imaginação, sendo muito usado, especialmente, como pão de hambúrguer. Hoje está amplamente difundido por todo o território nacional e por esse mundo fora.        

A grande curiosidade do Bolo do Caco, é que deve ser cortado com as mãos e não com recurso a facas, pois afeta a textura, o sabor e toda a experiência de degustação.

Fonte da Imagem: https://bit.ly/2Veeseh

Partilhar é cuidar!

Cátia Rodrigues

Cátia Rodrigues

categorias

artigos mais recentes

Sabia que…

Sabia que…

Em Portugal, o osso da baleia é usado para artesanato? A pesca à baleia foi muito praticada entre os séculos XVIII e...

Sabia que…

Sabia que…

O amieiro é uma árvore que, raramente, ultrapassa os 25m de altura? Chega a viver cerca de 120 anos, tem uma copa...

Sabia que…

Sabia que…

Em Portugal não se diz: “fui enganado”? Diz-se: “fiquei a ver navios”. Esta é uma expressão muito portuguesa, que pode...

Sabia que…

Sabia que…

O Parque Natural Sintra-Cascais é um museu a céu aberto? Com uma área superior a 14 000 hectares, abrange os...

Artigos Relacionados

Sabia que…

Sabia que…

O Turismo de saúde e bem-estar é um dos produtos turísticos mais complexos que existem? Abrange vários subprodutos: Turismo Médico, Turismo Estético, Talassoterapia, Termalismo, SPA, Climatismo, Health & Wellness Resorts e Residências...

Continue Reading
Sabia que…

Sabia que…

Em Portugal, o osso da baleia é usado para artesanato? A pesca à baleia foi muito praticada entre os séculos XVIII e XIX em todo o mundo e Portugal também entrou nesta corrida. A carne, o óleo, a pele e, até, os ossos do animal eram muito...

Continue Reading
Sabia que…

Sabia que…

O amieiro é uma árvore que, raramente, ultrapassa os 25m de altura? Chega a viver cerca de 120 anos, tem uma copa arredondada, pouco densa. O seu troco é forte e imponente, tem casca lisa e cor acinzentada. As folhas são verdes escuras, viscosas e...

Continue Reading
You cannot copy content of this page